Reply 1988

“Me fez sofrer demais,
mas te olhando eu fico bobo
Por isso Deus me livre de encarar você de novo

Hoje vim fazer a resenha de um drama muito maravilhoso. Reply 1988 foi o terceiro drama da série Reply, da tvN. Antes vieram o Reply 1994 e o Reply 1997. Não assisti o 1994, mas devo dizer que achei o 88 infinitamente superior ao 97.

Pra quem não conhece, a série Reply conta histórias independentes sobre um grupo de amigos ambientado em alguma década passada (1988, 1994 e 1997). Uma das suas características principais é tentar descobrir com qual amigo da sua adolescência a protagonista se casou. E pra aumentar o suspense e tornar tudo mais interessante, os dramas mesclam cenas do presente com os flashbacks adolescentes.

Não quero me estender demais na introdução, então vamos começar logo esse desabafo essa resenha.

 

Ficha técnica
img REPLY poster 1
Títulos: Reply 1988 / Answer Me 1988
Rede de transmissão: tvN
Ano transmissão: 2015/2016
Gênero: Familiar / Comédia
Capítulos: 20
Cast principal:
Hyeri como Sung Deok Sun
Ryu Joon Yeol como Kim Jung Hwan
Park Bo Gum como Choi Taek
Go Gyeong Pyo como Sung Sun Woo
Lee Dong Hwi como Ryu Dong Ryong
 .

 

 

Reply 1988 é lindo! Os personagens, as relações familiares, as amizades… Tudo é bem construído e natural.

O dorama mostra o cotidiano de um grupo de vizinhos na pacata região de Ssangmundong, em Seul. E o que é mais legal é que ele faz isso de maneira bem realista. Não há vilões ou mocinhos. Há pessoas! Com qualidades e defeitos, que erram e acertam, sofrem e se alegram, resumindo… bem como é a vida mesmo.

E como eu amei essas pessoas, gente!

Não sei se podemos dizer que há apenas um ou uma protagonista. Todos que formam essa grande família são importantes e tem sua próprias histórias pra contar. E acompanhar cada uma delas foi maravilhoso.

SUNG DEOK SUN

Deok Sun, ou Soo Yeon (piada interna), é a “prota” que conta história junto com seu marido.

Ela não é a aluna mais dedicada ou uma pessoa determinada e cheia de sonhos, mas é doce, gentil, esperta e muito alegre e bem humorada.

Sua família tem problemas financeiros, por isso moram no porão da casa ryca da rua. Deok Sun é a filha do meio e se sente esquecida e excluída pelos pais. Além disso, vive levando grito da irmã mais velha, responsável e estudiosa, com a qual é sempre comparada. Sim, nossa “prota” é a famosa mazela.

KIM JUNG HWAN

Jung Hwan é um dos tipos de personagens que mais gosto, o que se faz de frio por fora, mas por dentro é um fofo. Está sempre pensando nos outros e ajudando-os silenciosamente.

img REPLY 1

Gosta da Deok Sun, mas nunca tem coragem de se declarar. Inicialmente por medo e pela sua própria personalidade e depois por causa do triângulo amoroso em que se vê envolvido.

Mora com os pais e o irmão mais velho na casa mais ryca da rua. Seu pai tem uma personalidade mais expansiva e brincalhona, seu irmão já tentou vestibular por uns 9 anos e não conseguiu passar e a mãe é quem cuida da casa e de todos os três.

CHOI TAEK

Taek é o gênio da rua e, por conta disso, é tratado com bastante carinho e cuidado por todos. Como se fosse um troféu pelo qual precisam zelar.

gif MÃE 4

Calado, introvertido, gentil, maduro, e ao mesmo tempo parecendo uma criança, Taek é jogador profissional de baduk e uma espécie de celebridade da Coréia. De tanto jogar e treinar, vive cansado, com sono e alimentação desregulados e tomando remédios.

SUN WOO

Sung Sun Woo é órfão de pai e mora com sua mãe e sua irmãzinha ~fofa~ mais nova. Talvez por conta disso, tenha amadurecido cedo. Ele é responsável, educado, estudioso, bom filho e irmão amoroso.

gif MÃE 5

Foi o primeiro crush da prota, mas ele gosta mesmo é da Bo Ra, irmã dela. E devo dizer que os dois vão ter um romance muito bonito e realista, sempre conversando, se apoiando e enfrentando seus problemas juntos. Além disso, é por meio do romance deles que ficamos conhecendo melhor a Bo Ra. Se em casa ela é mal humorada e abusada, ao lado do Son Woon passamos a saber suas motivações e conseguimos nos aproximar e entende-la melhor.

RYU DONG RYONG

O alívio cômico do grupo ~junto com Duk Sun~. É divertido, odeia estudar e, de acordo com ele, é um ótimo dançarino e cantor. É filho único e tanto seu pai, quanto sua mãe passam o dia trabalhando, por isso ele se sente sozinho e carente, o que o faz cometer algumas besteiras, às vezes.

AS AHJUMMAS E OS AHJUSSIS

img REPLY 2

Não há como falar de Reply sem comentar sobre as Ahjummas e os Ahjussis. Trabalham, cuidam dos filhos, uns dos outros e ainda encontram tempo pra rir, namorar, beber, dançar e jogar.

Os adultos e suas histórias são tão importantes e apaixonantes quanto as dos adolescentes. Eles nos mostram que a vida continua depois que crescemos. Os problemas serão outros, mas ainda haverá brigas, discussões, fofocas, reclamações, insegurança, bem como, amizades, apoio, consolo e alegrias.

Uma das coisas que mais me impressionou em Reply foi justamente essa capacidade de nos apresentar pessoas e vidas tão comuns e ainda assim tão cativantes.

Jamais pensei que um simples jogo de Go Stop pudesse ser tão emocionante como a partida que os pais e mães de Reply disputaram em um dos episódios. Desde a edição de imagens, em que alternava cada adolescente descrevendo as características peculiares de seus pais enquanto jogadores, até o roteiro, que criou um clima de “quem será o melhor?” e culminou no final precoce da partida, tudo contribuiu pra que uma simples cena cotidiana pudesse empolgar e divertir. E é assim durante todo o drama.

gif PAI 1gif MÃE 6

ANOS 80

Nostalgia, gostinho de Sessão da Tarde e as dificuldade e maravilhas da década mais brega de todas… Tem como não amar?

Comparado ao Reply 1997, a ambientação do 1988 foi mais bem feita e profunda. Talvez pelo 97 focar praticamente em apenas uma características da década: os idols e as fãs.

img REPLY 10

No 88 não. Tudo tudo tudo é referência ao período: desde os filmes, aos objetos, música, brincadeiras na escola, alimentação, criação dos filhos, etc. Aqui, a década de 80 é um personagem vivo.

img REPLY 11
Que negócio de MV o que? Isso é coisa de juventude Nutella. Na década de 80 era videotape, tá? hahahahaha

A AMIZADE

Os cincos personagens principais moram na mesma rua e são amigos desde criancinhas. A amizade entre eles e suas famílias é a coisa mais legal do drama. Cada um tem seu jeitinho, seus “talentos”, seus problemas e todos terão tramas próprias e histórias bem construídas, algumas mais interessantes, outras mais banais, mas ainda assim, todas capazes de emocionar. Não adianta, é impossível assistir ao drama e não se apegar ou se identificar com pelo menos um deles.

Sejam apenas conversando, comendo, assistindo filmes ou discutindo sobre seus problemas, a amizade em Reply nos lembra que o conceito de família vai muito além dos laços sanguíneos ou amparados por lei. As pessoas com quem crescemos, os amigos que nos apoiam e os vizinhos que nos acolhem também podem ser considerados nosso lar.

gif MÃE 1gif MÃES 1gif REPLY 11gif MÃE 3

Era interessante perceber que, apesar de ser o mais introvertido e ficar praticamente calado quando estava com os amigos, o Taek funcionava mais ou menos como uma cola do grupo. Todos ficavam esperando ele voltar dos torneios para comemorarem, caso ele vencesse, ou para o consolarem, no caso de uma derrota. Era na casa do Taek que eles costumavam se encontrar pra comer, assistir filmes e dormir juntos.

Uma das cenas que mais me emocionou foi quando o Taek perdeu uma partida e voltou pra casa super triste. Ao longo do caminho, ele foi encontrando os adultos e todos foram falando palavras de consolo. Mas isso só parecia o deixar ainda triste. E até um pouco impaciente. Daí… quando chega em seu quarto, todos os 4 amigos já estão lá, esperando-o. E são eles que o fazem se sentir melhor e até esboçar um sorriso. ❤ É muito amor por esses 5 personagens, meu povo!

 

A partir daqui, o desabafo texto CONTÉM SPOILERS! Spoilers mesmo.. Spoilers pra c*ralho.

O POLÊMICO MARIDO

gif TRIÂNGULO 1

Como foi dito, a série tem como característica a descoberta pelo marido da protagonista. E ao longo da história, vão sendo dadas dicas. Porém, o que faz a escolha ser verdadeiramente coerente ou não é o roteiro. É o caminho percorrido até lá e a definição de quem é o casal principal.

Reply 88 parecia ter deixado isso bem claro, como o 97 deixou, mas… só parecia. Em algum momento da história que estavam construindo, os roteiristas decidiram mudar o rumo das coisas e o foco passou do Jung Hwan para o Taek.

E eu só consigo imaginar que isso aconteceu por que, em alguma das reuniões de roteiro, ocorreu o seguinte diálogo:


Roteirista e produtores se reunem pra decidir os próximos capítulos do drama. Começa a reunião.
– O Park Bo Gum é muito fofo. E fez um Taek ainda mais fofo.
– Verdade.
– É.
– É.
Todos concordam.
– Além disso, sua popularidade está aumentando cada vez mais.
– Verdade.

– É.
– É.
Novamente todos concordam.
– E se – pausa dramática – ele fosse o marido?

– Ah, mas ja tá decidido desde o começo que o marido é o Jung Hwan. Já criamos o roteiro focando mais na história dele com a Deok Sun, inclusive, o plot do personagem é basicamente isso: ser apaixonado pela vizinha.
– É… mas ainda faltam 4 episódios pro final. Podemos criar um romance entre o Taek e a protagonista nesses episódios e pronto. E aí ele fica sendo o marido. Além disso, existem as dicas, né? A gente acrescenta algumas que apontem pra ele.
– Mas os telespectadores não vão ficar com raiva?
– De que? De shippar errado?
A sala inteira ri incessantemente.
Depois de um tempo, alguém fala a única verdade absoluta do universo:
– Dorameiro já está acostumado.
Todos concordam. E a reunião acaba.


Não há outra explicação! Sério u.u

gif RYUU 2

E essa mudança repentina (ninguém tira da minha cabeça que eles mudaram o marido no decorrer da história) gerou não só um problema de roteiro, como deixou o Jung Hwan completamente aleatório.

Vamos por partes.img REPLY 8

Taek desde sua criação como personagem tinha um plot próprio, independente do romance. Ele era o menino sensível e solitário, que vivia apenas para jogar baduk. A jornada dele como personagem, pelo menos no início, era o seu crescimento pessoal e como ele foi se tornando alguém mais forte, que fazia algo mais além de jogar, que não precisava mais do cuidado zeloso dos amigos ou da atenção exagerada do pai. Mostrar a trajetória de um personagem que mal consegue amarrar o cadarço para alguém adulto e independente já é interessante por si só. Inclusive o amor dele por Deok Sun, pelo que eu enxergava, era apenas mais uma etapa desse amadurecimento. Além de aprender a fazer o que gosta e quer, Taek, pra crescer, precisava aprender sobre o amor.

gif AMIZADE 4

Em contrapartida, Jung Hwan desde o começo teve apenas um plot principal: o amor pela vizinha. Que inicialmente ele não tinha coragem de confessar e que depois se tornou o conflito de gostar da mesma menina que seu amigo que você ama e cuida. Esse foi plot do Jung Hwan. Sempre. Desde o segundo episódio quando ele sorri ao ver Duk Sun na abertura dos jogos olímpicos. Ele não teve outro além da descoberta do primeiro amor.

Daí, um personagem que começou como um dos principais, nos 5 a 4 episódios finais é abandonado pelo roteiro, assim como foi pela vizinha. Pois não há nada mais a acrescentar em sua história além desse amor não correspondido e ~diga-se de passagem~ não declarado diretamente.

Criar um personagem, construir sua história baseada em um romance, lhe dar mais tempo em tela e desenvolver esse romance para no final ele ter servido apenas como isca, me pareceu não só falta de planejamento, mas também injustiça com o próprio personagem, que se viu no último episódio reduzido a um mero coadjuvante.

Além disso, essa mudança fez com que o romance entre Taek e Duk Sun tivesse que ser construído às pressas, pois ela não demonstrava sentir nada pelo Taek além do carinho e amor que se tem por um irmão mais novo. Por conta disso, o último episódio precisou de uma compilação de uns 15 minutos de cena aleatórias do relacionamento dos dois para que conseguíssemos entender que eles eram realmente um casal.

E, como se não bastasse, restou ainda a disparidade entre a personalidade do atual marido e a do Taek que conhecíamos! Todos os personagens que aparecem nas cenas do presente, Sung Bo Ra e Sung No Eu, não sofreram mudanças em sua essência. O que é resumido por Duk Sun com a seguinte frase: “As pessoas não mudam”. Mas o Taek atual em NADA lembra o do passado. O que, pra mim, só reforça a incoerência do roteiro.

Pausa para apreciar a fofura e beleza do Jung Hwan.

 

 

VEREDITO

Ainda assim, indico Reply 1988 de olhos fechados!

Por que ele é bem maior que o shipp ou que a descoberta do marido. Ele é sobre as relações familiares, sobre os amigos que viram família, sobre a juventude e sobre a inevitável passagem para a vida adulta.

gif REPLY 1

No último episódio, eu devo ter chorado inconsolavelmente por uns 20 minutos. Casar, sair da casa dos pais, virar adulto, tudo isso é assustador demais! É por isso que gostamos de manter com carinho na memória aquele cantinho ou aqueles amigos de infância, época em que tudo era mais fácil, mesmo que igualmente dolorido. E Reply conseguiu trabalhar todos esses sentimentos e transmiti-los de maneira delicada e verdadeira.

Engraçado, sensível, comovente e muito muito lindo.

Simplesmente assistam! Assistam! Assistam! Assistam!

ONDE ASSISTIR?

Reply 1988 está disponível legendado no Viki e no Dramafever.


É isso.

Beijinhos.

Anúncios

Escrito por

Ama bichos, livros, filmes e séries. Viciou nos doramas e agora jura que vai morar no Japão. Não sabe bem o que quer fazer da vida, mas continua tentando descobrir.

2 comentários em “Reply 1988

  1. pelo menos bo ra e sun woo sempre foram felizes e maravilhoso. adoro o park bo gum, mas tmb queria q a duk seon tivesse terminado com o jung hwa, eles combinam e foi tão triste aquele episódio dele correndo atrás dela e falando de timing. aff

    Curtir

    1. Meniiina, nos primeiros epi eu detestava a Bo ra, mas ela cresceu de tal maneira na história, q se tornou uma das minhas personagens preferidas ❤
      Qnd eu tava assistindo reply, eu recebi spoilers de quem era o marido. Eu fiquei tão em choque e triste, q parei de assistir hauhauhauhauha Sério! Aí bem um mês depois eu resolvi voltar e me foquei na Bo ra e no e sun woo pra ver se doía menos hahahah aloka
      Aquele episódio foi horrível T.T
      E a declaração linda dele? T.T
      Oh sen ór. Só de lembrar e já sofro!
      Se tu tiver gostado do ator, assiste Lucky Romance com ele. É uma comédia romântica e ele é o protagonista *___*

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s